Exercícios, melhor-idade e saúde

Praticar exercícios físicos é primordial para uma boa saúde. Isso você já sabe. Mas constantemente a medicina avança e descobre que o hábito de se exercitar age de maneira especifica na prevenção e combate de doenças na melhor idade, aumentando consideravelmente a qualidade de vida.

Vamos ver as últimas descobertas da ciência:

• Detém progressão do Alzheimer:

Em recente pesquisa da UFRJ cientistas descobriram que durante a atividade física, o tecido muscular libera um hormônio chamado irisina que pode prevenir a perda de memória relacionada à demência. Essa descoberta pode levar a cura do Alzheimer, enquanto isso não aconteça, o indicado é botar o corpo em movimento. Confira repostartagem sobre o tema aqui www.bit.ly/2FEbHJm

• Aumenta a expectativa de Vida:

Um estudo recente aponta que ter uma rotina de atividades físicas depois dos 70, reduz o risco de morte em até 70% e ainda eleva a qualidade de vida na população idosa.

• Inibe a depressão

A atividade física produz endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar, além disso, dá ao paciente um maior controle sobre seu corpo e sua vida e promove o convívio social e a interação com outras pessoas.

 

 

• Aumenta a capacidade cognitiva

Em um estudo de referência, 23 mulheres saudáveis, com idades entre 60 e 70 anos, fizeram uma hora de exercícios, três vezes por semana. Após seis meses registrou-se melhoras nos níveis de atenção, memória, agilidade e no padrão de humor em comparação ao grupo de controle com 17 mulheres sedentárias.

• Auxilia no tratamento do câncer

Uma equipe do Centro Médico da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, descobriu que a atividade física afeta o crescimento tumoral e a resposta dele à ação dos quimioterápicos devido a oxigenação e a vascularização promovidas durante os exercícios.

Agora que você já tem toda essa informação, não perca mais tempo: vem botar o corpo em movimento no Parque!