Exercícios no frio: benefícios e cuidados no inverno

 

As temperaturas mais baixas que tem feito nos últimos dias nos lembram que o inverno está chegando. E com o frio muita coisa muda no nosso dia a dia, um exemplo é a preguiça de praticar exercícios físicos que começa a bater e, ao mesmo tempo, aumenta a vontade de comer alimentos calóricos.

Claro que isso preocupa quem pretende estar com o físico e a saúde em dia no inicio da primavera. É preciso ter muita força de vontade e manter o foco no objetivo. Mas, além disso, é necessário ter alguns cuidados.

· Vestir-se adequadamente

O corpo demanda mais energia para se manter aquecido no frio, e qualquer parte do corpo que fica exposta perde calor para o ambiente. Por isso, saia de casa bem agasalhado, com uma calça de moletom por cima da calça do treino, como legging ou short. Lembre-se das luvas e do gorro. Tire o excesso de roupa conforme o corpo for esquentando.

· Aquecimento

Deve ser realizado, independente do clima. Contudo, no frio a musculatura está mais contraída e tensa. Por isso, comece com exercícios leves, alongue-se bem e depois passe para o aquecimento, sempre em ritmo mais lento do que costuma ter no calor. É preciso respeitar seu corpo.

 

 

· Cuidado com a higiene

Essa dica é importante para quem costuma se exercitar em ambientes fechados e compartilhar equipamentos. Com as temperaturas mais baixas, há um aumento de casos de gripe e outras doenças típicas do inverno, isso torna mais importante a higienização dos equipamentos, a fim de evitar essas doenças.

· Hidratação

O frio pode diminuir a sensação de sede, o que faz com que as muitos esqueçam de beber água. É importante estar bem hidratado para os treinos.

 

 

· Pós-treino

É preciso tomar cuidado com o frio após o treino. O corpo está quente e, muitas vezes, nossas roupas estão suadas. Coloque roupas secas e se agasalhe bem antes de se expor as baixas temperaturas, evitando o choque térmico.

E os benefícios de se exercitar no inverno?

· Gasto calórico

No frio, o corpo consome mais energias para se aquecer e manter-se na temperatura normal, o que aumenta a atividade metabólica e, por consequência, o gasto calórico.

· Mantém o condicionamento

Parar de treinar durante o inverno e voltar a prática no verão é um grave erro, pois o corpo perde todo o condicionamento adquirido durante a época de treino. Por isso, o treino durante as estações mais frias evita o sedentarismo, que é uma doença capaz de gerar muitas outras, e ainda mantém o físico em dia para o verão.

· Evita problemas respiratórios

O aquecimento gerado pelo exercício evita o acúmulo de secreções na face e nos pulmões, o que é ótimo pra quem sofre com rinite, sinusite ou outras doenças respiratórias que são desencadeadas com as baixas temperaturas.

· Aumenta a imunidade

A prática de exercícios regulares ajuda a aumentar a imunidade, diminuindo as chances de contrair doenças típicas da estação.

Agora que você já está bem informado, é só se agasalhar, vir pro Parque da Guarda e botar o corpo em movimento.